O que eu faço no Chile, afinal?

Bastante gente me faz essa pergunta, então acho que já passou da hora de eu contar um pouco a respeito do que, afinal, eu faço aqui no Chile (além de comer pra caramba e tirar um monte de fotos hahaha), com que eu trabalho e etc. Então, vamos lá.

Antes de tudo, a pergunta que não quer calar: “Luiza, você viaja de graça?” hahaha. Não gente, infelizmente eu não viajo de graça, nem sou paga para viajar, mas sim, eu trabalho com turismo (também)!

Pra quem não sabe, faço parte do time da Plurality Global Institute, um instituto de idiomas e intercâmbios daqui do Chile. Decidi contar um pouco mais da Plurality aqui pra vocês pra matar um pouco a curiosidade de alguns sobre “o que eu faço aqui” e também servir como dica, pois sei que a maior parte dos seguidores é bem fã do Chile e de Santiago e doido pra vir conhecer ou matar a saudade desse lugar sensacional <3.

Nós trabalhamos basicamente com tudo o que você precisa para passar um período legal e ainda aprender espanhol aqui no Chile (também temos cursos de inglês e Português, mas considerando que meus leitores são, em maioria, brasileiros, melhor focar no Espanhol, ok? Qualquer dúvida que tiverem podem me escrever!).

Por exemplo, se você vai tirar férias, quer viajar e ainda aprender outro idioma, temos cursos intensivos de espanhol já com passeios turísticos e culturais com guias locais e brasileiros (nos primeiros dias é bom alguém que fale a língua da gente caso precise né) pra te levar conhecer Santiago e arredores enquanto pratica o espanhol.

Eu sei que vão achar que tô “puxando a sardinha” pro meu lado hahaha mas garanto que fazemos nosso trabalho com o maior amor possível e uma qualidade sem comparação! Fui cliente da Plurality quando mudei pra cá e podem ter certeza de uma coisa, não entraria pro time se não acreditasse na qualidade, eficiência e profissionalismo A equipe pedagógica tem mais de 20 anos de experiência nos três idiomas, o que facilita muito pra nossa (falo como aluna) aprendizagem, uma vez que é bem mais fácil aprender um idioma novo com um(a) professor(a) que também conhece muito bem o nosso.

“Você dá aulas de português?” é outra pergunta que recebo muito de todo mundo pra quem eu conto onde trabalho. Não, eu não sou professora. Admiro e respeito muito a profissão e, justamente por isso, não acho que eu tenha “dom” nem formação suficiente para isso. Como eu costumo dizer, “deixo essa parte pra quem sabe o que está fazendo” e posso garantir que a equipe pedagógica sabe MUITO bem hahaha. Mas se vierem pra cá, muito provavelmente serei eu quem vai ajudar vocês com a hospedagem, os passeios e até as passagens aéreas se precisarem, ok?

Ah, sabe esse monte de fotos de lugares incríveis que eu vivo postando? Pode deixar que a gente leva vocês pra conhecer! Inclusive, vários desses lugares são parte de passeios já incluídos nos cursos, ou seja, você não paga nada a mais por eles! Legal né?

Não vou ficar aqui contando cada detalhe sobre os cursos e as opções de pacotes disponíveis pra não deixar o post tão grande, mas posso montar outro mais completo depois se quiserem, principalmente contando como foi a minha própria experiência com a Plurality quando cheguei em Santiago!

Deixo pra vocês o site e todas as redes sociais da Plurality! Podem encher a gente de perguntas (em português mesmo) que teremos o maior prazer em responder! Inclusive, fica o convite para virem conhecer nossa ‘oficina‘ (oficina é escritório em espanhol, pra quem tiver curiosidade) quando quiserem! Mandem uma mensagem em qualquer contato (inclusive no Whatsapp) e marcamos um horário pra receber todo mundo!

Página web: http://pluralityglobal.com/ (Caso seu navegador te direcione para o site em espanhol, é só clicar no ícone de Português no canto superior direito, ok?

Facebook: Plurality Global Institute (@pluralityglobal)

Instagram: @pluralityglobal

Whatsapp: +56 9 4532 9494

E-mail de contato: info@pluralityglobal.com

Fico esperando o contato e a visita de todo mundo! São todos muito bem vindos!

Um abraço a todos,

Luiza

Sobre 2 anos no Chile (uma reflexão, um desabafo e, mais que nada, um agradecimento enorme à vida <3)

E aí, pessoas? Como anda a vida?

No último mês de abril completei 2 anos de Chile. Isso me fez pensar bastante, principalmente ao me deparar com o seguinte texto, da Larissa Bittar, enquanto navegava pela web haha (cliquem na imagem para abrir o link, tá?).

Isso tudo me levou a postar um textão no meu facebook pessoal, então resolvi compartilhá-lo aqui também :). Na verdade, nem sei pq não fiz isso antes, então tá aí!

(Sim vai ter textão por motivos de “eu quero” hahaha)

Preciso dizer que o “mundo de possibilidades” é pra mim algo inebriante, ainda que às vezes o coração aperte doído, doído.
Anteontem (20/04/2017) completei 2 anos desde minha primeira vinda ao Chile. Eu sabia que a partir daquele dia minha vida mudaria. Só não fazia ideia de quanto. Muita gente veio e se foi, muita coisa aconteceu, muitos projetos e novos sonhos surgiram e tudo isso junto fez (e ainda faz) dessa experiência uma das melhores coisas que já me aconteceram. Houve sim momentos muito difíceis, de vontade de desistir, mas hoje eu só tenho a agradecer por tudo o que a vida me tem proporcionado.
Sou grata pelos tropeços e pelos passos certos, pelos momentos, pelos lugares e por todas as pessoas que passaram ou ficaram na minha vida. E mais que isso, sou grata por tudo que a vida ainda tem guardado pra mim, pois eu sei que nessa estrada ainda tenho muito pra rodar 🙂.
A todo mundo que eu “amo de longe”, agradeço por saber que estão sempre aí. Saudade é algo que não passa, mas a gente lida com ela.
Esse texto caiu hoje como uma luva e ao mesmo tempo uma pancada na minha cabeça haha mas se tem algo que eu aprendi é que a dorzinha e o aperto vão continuar acontecendo eventualmente (talvez pra sempre) mas a vida continua aí, esperando pra ser vivida da melhor e mais intensa forma possível. Cada pôr-do-sol, cada montanha, cada parque, cada esquina com uma plantinha diferente que encontro me fazem quase escutar um grito de “Essa é quem você é! Se joga!”. E bom, acho que tô me jogando. E vou dizer que está sendo ótimo 🙂.

Queria marcar um monte de gente aqui só pra agradecer literalmente por tudo, mas no risco de acabar esquecendo de alguém, só digo uma coisa: SINTAM-SE ABRAÇADAS, PESSOAS MALAVILOSAS <3

“A vida é mar e é porto. É imensidão e quarto aconchegante. É ir embora e regressar, ganhar e perder, somar e renunciar. É o mundo de braços abertos mandando continuar e o bolo quentinho da mãe chamando de volta.”

E era só isso mesmo haha.

Beijos e espero estar de volta em breve 😉